Produção de vídeo para e-commerce
Audiovisual

Tudo que você precisa saber sobre estratégias de vídeo para e-commerce

Compartilhe!

Não é preciso ser nenhum especialista em e-commerce para saber que as imagens dos produtos são mais impactantes do que qualquer chamada ou descritivo.

E essa afirmação ganha ainda mais força quando as imagens em questão são vídeos que trazem consigo bons roteiros e ótimas capturas para informar o cliente tudo aquilo que ele precisa saber

Por isso, investir na produção de vídeo para e-commerce pode ser uma ótima opção para você fugir do convencional e oferecer uma experiência mais imersiva nos seus anúncios.

Nós preparamos um guia com dicas para você compreender o universo audiovisual e trazer insights para sua estratégia de vídeo para e-commerce e fazer capturas que realmente façam a diferença.

O que preciso saber antes de traçar uma estratégia de vídeo para e-commerce?

Assim como outras estratégias de conteúdo, produzir vídeo requer algum planejamento antecipado para que as imagens capturadas tenham qualidade e façam sentido para o seu objetivo. Para isso, separamos alguns tópicos essenciais que você não pode deixar de ler. Confira:

  • Importância do vídeo para e-commerce
  • Como filmar os produtos
  • Briefing
  • História e roteiro
  • Pré-produção
  • Produção
  • Captação
  • Pós-produção

Por que os vídeos são tão importantes para um e-commerce?

Já dizia o ditado que uma imagem vale mais do que mil palavras. Ainda mais se essa imagem tomar o lugar de blocos e mais blocos de texto.

O vídeo não só tem esse poder, como também é capaz de transmitir diversas mensagens para os mais derivados fins em seu conteúdo.

O cliente de e-commerce, por exemplo, está cada vez mais exigente quando o assunto é oferta de conteúdo. É mais fácil dar um “play” e consumir a informação a partir de uma história narrada do que usar os olhos para percorrer as linhas de texto.

Para se ter uma ideia mais precisa sobre esse comportamento, uma pesquisa feita pelo Google diz que 95% da população brasileira que navega na internet consome conteúdo em vídeo no YouTube.

Um dado que mostra que os meios tradicionais que nos comunicamos para vender produto tende a mudar para se adaptar a essa nova realidade. E criar propagandas em vídeo é uma forma de divulgar os seus produtos para esse novo público.

Como filmar os produtos de uma loja virtual

Uma coisa é certa: por trás dos conteúdos que você assiste, existe um fluxo de trabalho a ser seguido para que a realização do vídeo seja bem-sucedida e organizada. E é por isso que vamos falar tudo que você precisa saber sobre criação de vídeos para e-commerce.

Como alertado no começo desta matéria, para começar uma estratégia de vídeo é preciso planejar um workflow com os recursos que você tem para fazer as imagens e a ideia que você quer explorar.

Você pode alterar e construir um workflow próprio de acordo com a sua empresa, sua equipe e seus conteúdos. Você pode até ter uma câmera na mão e uma ideia na cabeça à la Glauber Rocha na era do Cinema Novo desde que esteja de acordo com seus objetivos e com o tipo de conteúdo.

Pesquisa e briefing

Tendo conhecimento do assunto que você vai tratar, comece uma pesquisa aprofundada de conteúdo e referências visuais para contemplar no seu projeto. Tudo é válido: vídeos, fotos, artigos, livros e entrevistas. Organize-se e anote os pontos importantes num documento para planejar a realização do vídeo, como por exemplo o propósito, o que se espera do resultado, qual é o público, informações e cenas que não podem faltar.

Com as referências escolhidas e o briefing preenchido, você tem mais chance de ter uma boa ideia criativa e desenvolver o projeto com mais fluidez.

História e roteiro

É hora de roteirizar o seu vídeo. O primeiro passo nesta etapa é escrever um argumento para você dar forma à história que vai ser contada e desenvolver o enredo. Lembre-se de técnicas de storytelling e também dos 12 passos da jornada do herói para sua história ter uma bela estrutura e conteúdo além de um simples início, meio e fim jogado no papel. Ao ler o argumento, o leitor deve entender a história toda e conseguir sentir o tom do seu roteiro, portanto insira detalhes e informações, coloque emoção e sentimento escrevendo de modo engajador e envolvente.

Escaleta

O segundo passo é montar a sua escaleta. Pegue o seu argumento e destrinche-o em cenas para você conseguir visualizar o seu roteiro. Há diversas formas de montar uma escaleta e você pode escolher ou criar uma que considere mais prática e compreensível, contanto que tenha todas as cenas do seu vídeo, uma breve descrição de cada uma, quais personagens estão nelas e o local que vai acontecer. Seja por meio de mapa, círculo, post it, planilhas ou de algum outro jeito, o importante é não deixar a escaleta passar batida, pois ela é fundamental.

Roteiro

Agora você está apto para escrever o roteiro. Não existe formato certo e errado e sim o ideal para cada propósito e tipo de vídeo para e-commerce. O modelo chamado Master Scenes é para ficção em cinema, séries de televisão e web séries. É possível escrever no Word, mas o essencial é utilizar programas específicos de roteiro e os mais conhecidos são o Celtx e o Story Touch.

Para programas de televisão, vídeos no YouTube e, muitas vezes, para comerciais também, o modelo utilizado é com colunas tendo uma para o áudio e outra para vídeo. Existe também o Espelho de 5 Colunas, uma com a numeração da cena, outra com os textos falados, a terceira com a indicação da fonte da voz (on ou off), a seguinte com os letterings e a última com as descrições de cena. As colunas podem variar dependendo da sua necessidade.

Entende-se, portanto, que o argumento conta o que é a sua história e a escaleta como ela vai ser contada. Um passo depende do outro para ser realizado: Para escrever seu roteiro, você precisa da escaleta e para montar a escaleta, você precisa do argumento.

Pré-produção

Faça um cronograma de gravação e edição contendo também o prazo da primeira entrega e a da final para possíveis ajustes solicitados entre elas.

Análise técnica

Leia e interprete o roteiro prestando atenção em todos os detalhes para construir uma análise técnica. Essa etapa faz parte do processo de organização do seu projeto que consiste em listar cena a cena em uma planilha os personagens, as locações, os objetos de cena, os figurinos, a maquiagem, observações sobre fotografia, som e cenografia essenciais. É fundamental para enxergar melhor todas as necessidades dos departamentos.

Decupagem

Nesta etapa é feita a decupagem técnica do vídeo. Leia o roteiro e traduza-o em imagens, descrevendo o enquadramento de cada cena. O enquadramento é feito de planos (aberto, fechado, americano, médio, primeiro plano, plano detalhe e sequência) e ângulos (normal, plongée, contra plongée, frontal, traseiro, ¾ e perfil) com a possibilidade de inserir movimentação de câmera (pan, tilt, travelling, zoom in, zoom out e dolly). Pode ser considerado um planejamento da filmagem ou inclusive um roteiro técnico.

Produção

Com roteiro e análise técnica em mãos, a direção de arte pesquisa as referências e apresenta para a direção geral analisar e ver como o ambiente do vídeo ficaria. Sendo aprovado, a direção de arte segue para a definição do conceito, da estética e da época. E então a cenografia desenha um esboço e monta a estrutura e a produção de objetos humaniza e traz mais identidade ao projeto.

Quando escolher uma locação, é essencial que leve em consideração o tamanho para a montagem do set, permitindo flexibilidade nas ambientações e espaço para a equipe transitar, e mais importante ainda é que o local seja isolado e tenha uma boa acústica para eliminar barulhos e ruídos externos.

Captação

Para fazer a captação do seu vídeo, tenha em mãos a decupagem técnica feita na etapa 3 para montar o set de gravação e ensaiar de acordo com o planejado. Organize a claquete, a iluminação, as câmeras, as lentes, o microfone direcional ou lapelas, os cartões de memória e tripés. Luz, câmera e ação!

A claquete é essencial para identificar o enquadramento, a cena e tomadas gravadas durante a produção e para auxiliar na sincronização entre imagem e som. Ajuda bastante principalmente na pós-produção, nossa próxima etapa.

Pós-produção

Chegou a etapa final que é a “cereja do bolo” do seu vídeo. Primeiro, selecione os melhores takes de cada cena (por isso, a claquete é de extrema importância), monte na linha do tempo de acordo com o roteiro, faça os cortes necessários cena a cena, insira a trilha ajustando-a de acordo com o ritmo que você quer dar ao seu vídeo e, por fim finalize fazendo ajustes de cor e de transições.

Gostou? Então compartilhe nas suas redes sociais para que outras pessoas saibam tudo sobre criação de vídeo para e-commerce! Fique ligado nas nossas próximas postagens e aproveite que você chegou até aqui para acessar outros conteúdos do nosso blog. Siga nossa página no Instagram e escute nosso podcast para ficar expert em conteúdo para e-commerce!


Compartilhe!

Curtiu? Comenta aí!

Escreva aqui...