Como tirar fotos de produtos
Audiovisual

Tudo que você precisa saber sobre fotografia de produtos

Selecionamos as melhores dicas para você fotografar os produtos que vende na internet e, assim, caprichar na vitrine do seu e-commerce
Compartilhe!

A fotografia de produtos é um dos pontos mais importantes a serem considerados em uma estratégia de conteúdo para e-commerce. Afinal de contas, é através dela que o cliente saberá como a mercadoria de fato é. Se antes, essa imagem se limitava a ser “meramente ilustrativa”, hoje, ela oferece uma opção a mais para melhorar a experiência de quem compra pela internet.

Por isso, investir na produção de fotos para e-commerce pode fazer toda a diferença, principalmente, se você quer começar um negócio ou melhorar a vitrine da sua loja virtual, ou marketplace.

Mas, antes que você se desespere com câmeras, estúdios e mão de obra para fotografar milhares de itens, saiba que esse processo traz ótimos resultados e pode ser mais simples do que parece.

Tudo que você tem que fazer é criar um fluxo de trabalho que pode envolver tanto equipamentos profissionais de fotografia quanto ferramentas simples do dia a dia, como a câmera do seu próprio celular, por exemplo.

Veja o guia que preparamos para ajudar você a escolher o melhor caminho para fotografar os seus produtos.

O que preciso saber antes de fotografar meus produtos

Este guia pretende passar uma visão geral do processo de produção de fotos para e-commerce. Para isso, vamos conhecer um pouco mais sobre os tópicos a seguir:

Índice

  • A importância da fotografia de produtos
  • Como fotografar produtos para e-commerce
  • Por onde começar
  • Tipos de fotografia
  • Estúdio e cenário
  • Equipamentos
  • Pré-produção
  • Produção
  • Pós-produção

Por que as fotos de produtos são tão importantes?

Já falamos algumas vezes neste blog que oferecer uma experiência positiva para o cliente é fundamental para o sucesso do negócio. Quando alguém se sente confortável para navegar no seu site e adquirir algum produto ou serviço que ofereça, significa que você soube propor uma jornada intuitiva para ele.

E não existe nada mais intuitivo para esse alguém do que querer se inteirar sobre todos os detalhes da negociação.

É aí que imagem do produto se torna um fator determinante.

Como os consumidores não podem tocar seus produtos, ela será um dos responsáveis por assegurar que o item que o cliente está comprando é o que ele realmente procura. Ela também pode passar informações relevantes como tamanho, cores e composição, além de despertar o desejo de compra de quem a vê.

Para se ter ideia do quanto isso é importante, uma pesquisa realizada em 2018 pela empresa americana Square afirma que 75% dos clientes de lojas virtuais dizem que as imagens foram determinantes para influenciar na decisão de compra. Já outro levantamento mostra que, por unanimidade, 98% dos clientes querem mais opções de imagens na vitrine.

E os benefícios da imagem não se limitaram apenas aos clientes. A mesma pesquisa apontou que 22% das devoluções de mercadorias se deve ao fato do produto comprado não se parecer com a foto.

Isso levou os grandes players da internet a perceberem que uma boa imagem pode ser tão decisiva para finalização da compra quanto um preço atrativo. Logo, investiram nessa estratégia para tornar a relação com os usuários a mais próxima possível.

Existem outros motivos para você investir nessa estratégia, mas estes apontados são mais que o suficiente para você começar.

Veja também: O seu produto da vitrine está bem na foto?

Como fotografar produtos para e-commerce

Tirar fotos de produto não é uma tarefa tão difícil como muitos pensam, porém, é preciso ter cautela e determinação para que seja feito da melhor forma. Tenha em mente que, assim como toda estratégia de conteúdo, você deverá ter alguns cuidados antes de sair dando os primeiros clicks.

O primeiro deles é definir qual o tipo de fotografia que você deseja trabalhar na sua loja virtual. Existem vários tipos de fotos que podem ser feitas para vender o produto. Por ora vamos focar nos dois tipos mais comuns encontrados nos e-commerces, que são as fotos still e ambientadas (falaremos delas a seguir).

Depois, vamos falar do orçamento disponível. Se você chegou até essa parte do texto, já viu nos parágrafos acima o quanto é importante investir na qualidade das fotos dos produtos para criar imagens vendedoras. Seguindo essa linha de raciocínio, quanto mais recurso disponíveis para investir em equipamentos e mão de obra qualificada, melhor. Correto?

Errado!

Dá para fazer fotografia de qualidade utilizando a câmera de um smartphone. Temos um guia exclusivo com as melhores dicas para tirar fotos de produtos com o celular. Vale a pena conferir.

Por fim, há todo o processo de captura e publicação. Nessa etapa, inicia-se o preparo do terreno para fotografar o produto, cuida-se da locação e dos detalhes técnicos da câmera, e finaliza-se com a edição das imagens.

Por onde começar?

Para que você não se perca durante todo processo fotográfico, mantenha o ambiente organizado. E não é apenas do espaço físico que estamos falando.

Se uma loja virtual oferece em média 100 produtos no seu site, serão produzidas, no mínimo, 100 imagens para ilustrar a vitrine. Por isso é preciso registrar tudo em pastas devidamente nomeadas, inclusive, com nomenclaturas próprias para cada arquivo, a fim de evitar confusão.

Faça uma planilha com seu planejamento. Anote a quantidade de fotos que cada produto precisa ter e crie um fluxo registrado daquilo que está em produção, assim como o que já foi feito.

Dessa forma você não vai se perder e terá um fluxo organizado para trabalhar.

Defina o tipo de fotografia

Agora que você já tem fluxo de trabalho pronto, é hora de planejar sua estratégia. Avalie qual tipo de imagem o seu e-commerce precisa no momento. Falaremos aqui dos tipos mais comuns encontrados nas lojas virtuais aqui do Brasil, que são as fotos still e as ambientadas. Confira:

Fotos still

Com certeza a home do seu site traz uma série de vitrines com fotos dos mais variados produtos. Para que o cliente possa ser impactado da melhor forma e tenha uma experiência agradável ao procurar por uma mercadoria, essas imagens precisam dar destaque total ao item.

Para isso, use fotos still. Esse tipo de fotografia prioriza o foco no produto e ajuda na construção do mood da vitrine. As fotos desse tipo são ótimas para a etapa de descobrimento do cliente, pois no momento em que ele pesquisa por algum item no seu site, será impactado por uma imagem de fácil identificação.

É comum encontrá-las com fundo totalmente branco, entretanto, também é possível encontrar fotos still produzidas com o fundo colorido, desde que seja em tons leves para não distrair o cliente.

Outro ponto importante das fotos still é que elas são produzidas com enquadramento e iluminação específica capazes de expor alguns detalhes do produto logo na primeira impressão, como o volume, por exemplo, e reduzir a quantidade de sombra durante a captura, respectivamente.

Fotos ambientadas

Já as fotografias de produtos ambientadas são aquelas planejadas para mostrar o produto atuando no seu ambiente natural. Aqui há todo um trabalho para revelar as funcionalidades do item em imagem e transmitir informações relevantes para o cliente durante a sua jornada de compra.

Ainda que esse cliente esteja ciente do produto que quer comprar, é comum surgirem dúvidas sobre alguns detalhes. E as fotos ambientadas podem ajudar na sua decisão.

É através delas que é possível ter uma real noção do tamanho do produto, saber se ele vai combinar com o ambiente ou se será fácil de manusear, além compreender melhor outras tantas funções que podem ser exploradas a cada click.

Também é nessa parte que é possível agregar valor ao produto. Uma foto ambientada de qualidade consegue despertar o desejo de compra, pois transmite a segurança necessária para que o cliente fique tranquilo em sua escolha.

Fotografias deste tipo são encontradas, geralmente, dentro das páginas do produto e sua produção carece de cenário e, às vezes, até de modelos, além de iluminação específica e entendimento máximo do item fotografado para que seja capturado aquilo que é importante.

Prepare a locação

Talvez este seja um dos principais entraves que as pessoas encontram quando vão fotografar os seus produtos. E com toda razão.

Não é fácil arrumar espaço qualificado para tirar fotos. Aí entra um pouco daquela questão orçamentária que abordamos no começo do texto. Você pode tanto recorrer estúdios específicos de fotografia quanto se “virar nos trinta” e improvisar um estúdio dentro da sua casa.

No caso das fotos still, essa parte é um pouco mais fácil. O importante é ter disponível uma área que comporte o tamanho do produto junto aos instrumentos necessários para fotografá-lo (veja esses instrumentos no próximo bloco).

Para as fotos ambientadas, o ideal é trabalhar com cenários que proporcionem a condição necessária para capturar o produto no seu próprio ambiente. Isso não significa que você precise ter à disposição inúmeras locações diferentes. Com criatividade e alguns materiais é possível construir cenários incríveis em um ambiente comum.

Lembre-se que a ideia para esse tipo de fotografia é mostrar o produto em ação, por isso esses cenários não precisam ser, necessariamente, complexos.

Reúna as ferramentas necessárias para cada etapa

Outro ponto relacionado ao orçamento. Para fazer uma boa imagem, é preciso contar com algumas ferramentas que vão além da própria câmera, e tê-las (ou não) na sua produção pode exigir investimento.

Em uma produção fotográfica still, é comum utilizar equipamentos de iluminação e fundo infinito. O tripé da câmera também é fundamental para a foto não sair tremida ou com uma angulação diferente.

Já nas produções ambientadas, a construção do cenário pede mais esforço. Além de todos materiais necessários para montar a locação, você talvez tenha que recorrer a tripés especiais para capturar ângulos específicos do produto ou apelar para o uso de gruas para conseguir uma boa foto.

No quesito iluminação, diferentemente do que acontece com as fotos still, as ambientadas precisam de um cuidado muito especial. Isso porque os outros itens que vão participar da mesma cena do produto principal podem (na maioria das vezes) necessitar de uma luz controlada para não comprometer a qualidade da foto.

Aí entra um jogo de luzes com lâmpadas especiais, rebatedores de flash e difusores para obter os melhores resultados.

Capriche na pré-produção

Muitos podem não saber disso, mas a pré-produção é uma das etapas mais importantes da fotografia. Quando executada da forma correta, ajuda (e muito) o processo de captura e edição da imagem.

Além de preparar o cenário para fazer os registros, essa etapa também cuida da apresentação do item que será fotografado.

Mesmo que o produto tenha acabado de sair da embalagem, ele pode não estar com uma boa aparência para as câmeras, o que interfere diretamente no resultado da foto.

É na etapa de pré-produção que o produto pode ser limpo, desamassado ou preenchido para ficar melhor apresentável. Depois disso, ele pode ser fotografado sozinho ou com outros itens, criando uma composição homogênea na fotografia.

Hora dos clicks

Chegamos na etapa da produção. Agora que a locação e o cenário estão prontos, o produto pode ser fotografado. Entretanto, antes de pressionar o gatilho da câmera (ou do celular), tome algumas precauções para que tudo saia perfeito.

Enquadramento

Cheque o enquadramento do produto no visor da câmera para garantir que a foto saia no ângulo certo. Para uma foto still, a dica é tirar fotos frontais com uma leve angulação de 45° para que o cliente consiga ver todos os detalhes de profundidade da mercadoria.

Aqui, o uso do tripé é fundamental, principalmente, para produções que terão mais de uma foto do mesmo item. Só assim é possível captar todos os detalhes do produto mantendo o padrão.

Para fotos ambientadas, lembre-se que o produto é só uma parte de todo o cenário. Por isso, capture fotos que mostrem esse produto interagindo com outros itens do cenário. Aí entra a expertise do fotografo para manusear as lentes da câmera para captar os principais detalhes do produto.

Iluminação

É nessa etapa também que iluminação entra em ação. Faça testes para checar a intensidade da luz e obtenha imagens claras e nítidas.

Utilize luz artificial em fotos still para explorar detalhes físicos do produto que precisam ser destacados. Como essa iluminação, é possível focar melhor na textura da superfície e registrar detalhes que seriam impossíveis de serem capturados com luz natural.

Já para fotografias de produtos ambientadas, prefira uma luz natural indireta (filtrada com o auxílio de equipamentos ou de uma janela). Ela oferece uma condição superior de iluminação e clareia não só o seu assunto fotográfico, mas todo o cenário ao redor.

Mas se você não puder contar com um ambiente aberto nas suas capturas, utilize um esquema com iluminação artificial para simular o efeito que a luz do sol proporcionaria a cena.

Resolução

Essa regra já é manjada até mesmo para quem não trabalha com fotografia. Quanto maior a resolução da sua captura, melhor será o resultado final. Não poderíamos ir para o próximo tópico sem deixar isto claro. Veremos o porquê.

Dê os toques finais na pós-produção

Como o próprio nome sugere, estamos na etapa final do processo de captura. Na verdade, as imagens do produto já foram feitas e agora vão para edição final e, posteriormente, estarão prontas para a vitrine.

Aqui, as fotos passam por um tratamento especial em um software de edição de imagem para corrigir detalhes que passaram batido nas etapas anteriores ou que são inevitáveis no processo fotográfico Assim, ficarão ainda mais nítidas e com qualidade profissional.

Se você fez um bom trabalho na pré-produção, com certeza vai encontrar menos dificuldades na edição.

A alta resolução da imagem capturada ajuda no tratamento das imagens ao permitir que os pixels defeituosos sejam editados e corrigidos sem comprometer o restante da fotografia.

E aí, pronto para fotografar os seus produtos?

Veja mais dicas de fotografia de produtos para e-commerce no nosso blog e conheça todo trabalho de captação de imagem que a BCreative Content realiza nos e-commerces da B2W Digital. Ah, dê uma passadinha lá no nosso Instagram e confira também os bastidores dessa agência que é apaixonada por conteúdo.


Compartilhe!
Tags

Curtiu? Comenta aí!

Escreva aqui...