Tipografia para e-commerce
Design

O que é tipografia e como aplicá-la no conteúdo da sua loja virtual

Você sabia que o estilo gráfico dos textos de um e-commerce pode influenciar diretamente na performance das vendas? Saiba o que é tipografia e aplique as melhores técnicas no seu site!
Compartilhe!

A tipografia tem um papel importante no desenvolvimento da identidade visual de um e-commerce. É ela quem determina qual tom comunicativo que a marca vai transmitir ao oferecer produtos e serviços para os clientes. Quando uma pessoa acessa a sua loja virtual, por exemplo, ela não é impactada apenas pela vitrine ou pelas informações ali expostas, mas também pela forma gráfica de como os textos escritos se comportam.

E falando em ambiente virtual, essa forma precisa ser a mais amigável possível para que os clientes possam compreender tudo sem nenhuma dificuldade.

Por isso, saber aplicar essa técnica de maneira correta é fundamental na sua estratégia de conteúdo e ela deve ser levada em conta desde a criação do logotipo da sua marca até a produção dos anúncios de produtos que serão vendidos no site.

Veja também: Classic Blue: a cor do ano da Pantone

O que é tipografia?

A tipografia nada mais é do que um conjunto de técnicas utilizadas para produzir, nomear e aplicar estilo gráfico à escrita de textos em plataformas físicas e digitais. Em linhas gerais, seu significado está atrelado à “impressão dos tipos”, que são as diversas fontes de letras utilizadas em uma comunicação.

Outro ponto importante é que a tipografia também ajuda a organizar a informação exposta ao hierarquizar os tópicos mais importantes a serem lidos, além de conduzir a leitura dentro da tonalidade de voz que se deseja transmitir.

Dentro de um e-commerce, por exemplo, vemos a tipografia atuando no logo da marca, nos banners de promoções, nos anúncios de produtos e, até mesmo, nos botões de navegação e nos avisos legais que possam existir.

Hoje em dia, existe uma infinidade de fontes espalhadas na internet e, cada vez mais, centenas delas são produzidas para suprir alguma demanda. Por essa razão é preciso ficar atento para escolher uma fonte que tenha a ver com seu negócio, e não com seu gosto pessoal. Toda tipografia precisa de um estudo de aplicação para que o texto faça sentido na hora que alguém o ler.

Principais tipos de tipografia

Para começo de conversa, existem fontes específicas tanto para escritas que serão impressas quanto para aquelas que vão circular na internet. Errar nessa escolha pode comprometer a comunicação visual da sua loja virtual ou de qualquer outro projeto.

Entre os principais tipos de tipografia que você deve encontrar na internet para usar no seu e-commerce, estão as fontes serifadas, as não serifadas e as script, como veremos a seguir:

Fontes Serifadas

As serifadas, ou apenas “serif”, são aquelas que têm pequenos traços e prolongamentos (serifa) nas extremidades da fonte. Esse tipo é ideal para diferenciar as palavras em um texto impresso, por isso muitos jornais e revistas as usam. Nesse contexto, tê-la na escrita dará maior continuidade e menos cansaço visual.

Exemplos dessa tipografia:

  • Times New Roman
  • Georgia
  • Courier New

Fontes não Serifadas

As fontes não serifadas, ou sans serif, são aquelas que não têm os prolongamentos característicos das fontes serifadas. Ou seja, elas não passam aquela ideia de continuidade que as mídias físicas precisam para não se tornarem cansativas. Seu uso já é indicado para textos curtos, principalmente os de internet, por serem mais fáceis de compreender e chamarem mais atenção.

Exemplos de tipografias sem serifa:

  • Arial
  • Helvética
  • Tahoma

Fontes Script

As fontes Script, ou cursiva, são as fontes que imitam o estilo de escrita à mão. Apesar da facilidade de compreensão, essas fontes são indicadas para trabalhos punho artísticos, sendo uma ótima pedida para escritas ou chamadas decorativas.

Exemplos de tipografias cursivas:

  • Monotype Corsiva
  • Brusher Font
  • Master of Break

Entre essas três opções, a mais utilizada para e-commerces é o tipo de fonte sem serifa, devido ao seu alto poder comunicativo. Entretanto, você pode experimentar outras categorias para conseguir efeitos distintos nos textos.

Como aplicar a tipografia da melhor forma no e-commerce

É importante que, ao desenvolver a sua estratégia de comunicação, haja uma padronização entre as fontes do projeto. Separamos algumas dicas para você aplicar já na sua loja virtual:

Logotipo

Além dos tipos de estilos que vimos acima, existem centenas de variações tipográficas relacionadas ao contraste e ao brilho. Tenha em mente que um bom logo é aquele que consegue transmitir toda a identidade da marca de forma simples e concreta.

Banners e chamadas  do site

Evite contrastes nada amigáveis entre background e a cor da fonte que você escolher. Além de prejudicar a leitura, isso destoa a unidade comunicativa do seu site.

Ao fazer banners com anúncios direcionados, tenha cuidado com a variação tipográfica para não deixar de transmitir a seriedade do seu site.

Anúncios de produto

Já dentro das vitrines, use uma tipografia sem serifa ao longo do texto dos anúncios para informar as características do produto de forma objetiva. Lembre-se que o objetivo aqui é tirar as dúvidas do cliente sobre o item sem obstruções. Quanto mais rápido ele captar a informação, maior será a chance de ele concretizar a compra.

Use formatações de destaque para hierarquizar as informações do produto, como o negrito, principalmente. Faça com que o H1, H2 e H3 tenham relevância no texto para facilitar a legibilidade.

É preferível que o alinhamento do corpo do texto esteja todo à esquerda. Textos justificados podem até parecer atrativos visualmente, mas não são práticos para quem o lê, cansando a leitura.

Curtiu? Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais. Até porque a sua dúvida pode ser a mesma de outras pessoas. Aproveite para navegar no nosso blog para saber mais sobre design e outros assuntos para turbinar o conteúdo do seu e-commerce. Ah, siga nossa página no Instagram e escute nosso podcast para ficar expert em conteúdo para e-commerce!


Compartilhe!

Curtiu? Comenta aí!

Escreva aqui...