Tendência

Precisamos falar sobre miopia em marketing

Compartilhe!

O termo miopia em marketing, apesar te der sido mencionado pela primeira vez em um artigo publicado na Harvard Business Review pelo economista norte-americano Theodore Levitt lá em 1960, ainda continua sendo um tema muito atual e crítico para o sucesso de um negócio, principalmente em tempos de comportamentos consumistas cada vez mais específicos e exigentes. Você já ouviu falar?

O que é miopia em marketing?

O conceito de miopia em marketing foi definido por Levitt a partir da percepção de um comportamento comum encontrado em diversas companhias no momento de elaborar estratégias de negócio. Depois de uma análise concreta, ele observou que essas empresas focavam demais na produção do seu produto, quando na verdade deveriam focar nas necessidades e desejos do consumidor-alvo e no lado externo do negócio.

E por que isso foi determinado como um problema? Bom, primeiramente porque suas vendas dependem da satisfação do cliente e, como tudo no meio comercial, as necessidades e os comportamentos mudam com o tempo. Sem ter uma visão clara disso, seu produto não irá acompanhar o movimento e, logo, o consumidor optará por aquela marca que se mostra antenada e preocupada com os desejos do momento.

Em muitos casos da história, as empresas acreditavam fortemente que seu produto era único e que nunca teriam que se preocupar com concorrência. Isso realmente pôde até ser uma realidade por um tempo, motivo pelo qual as empresas relaxavam, literalmente, mas a evolução das coisas é tão inevitável que, se não estiver atento e preparado, quanto maior o alcance da companhia, maior será a queda.

Um dos exemplos de miopia em marketing que o próprio Levitt nos aponta em seu famoso artigo sobre o tema foi a criação das lâmpadas incandescentes, que rapidamente tomaram o lugar dos lampiões e, consequentemente, extinguiu o consumo do gás que os alimentavam. Ou seja, além de algo novo poder derrubar o seu negócio de uma hora para outra, também pode acabar arrastando outros mercados junto. Ainda mais se tratando de itens de uso comum, como a luz.

Nosso intuito não é assustar você, mas a importância de mencionar exemplos como esse é mostrar o quanto uma mudança pode ser rápida e devastadora com quem não está com os olhos atentos ao mercado. A lição é: nunca fique na sua zona de conforto.

Acho que sofro desse mal! Como resolvo?

Não é uma regra, mas alguns pilares que contribuem para evitar a visão deturpada da empresa são:

  1. Ficar sempre atento ao mercado
  2. Medir a satisfação e opinião do seu cliente
  3. Não focar apenas no seu produto
  4. E, principalmente: Estar aberto a mudanças

Se a miopia em marketing é a falta de visão sobre o que o seu negócio tem feito para o seu cliente, então a resposta da cura está exatamente aí. Levitt sugere aos CEO’s das empresas que se perguntem “em que negócio estão realmente atuando” e “o que realmente estamos fazendo pelos clientes”.

Um dos exemplos mais famosos descritos no mesmo artigo é o caso das ferrovias. Segundo ele, essa indústria sofreu um impactante declínio com o surgimento de novas opções de locomoção por não compreenderem que, na verdade, estavam atuando no negócio de transportes e não no de trens. Então, ao invés de partir da premissa de que a principal necessidade do seu público-alvo era de se transportar e transportar coisas, eles acabaram perdendo uma grande porcentagem de seus passageiros para os outros meios como carros, aviões e caminhões. Se a visão de negócio estivesse clara, eles mesmos poderiam expandir sua atuação para outras formas de transporte, abocanhando, assim, uma fatia maior desse mercado.

É essa amplitude de visão que é preciso desenvolver. E para dar aquela mãozinha, separamos logo abaixo as premissas básicas citadas logo no início deste tópico para dividir sua atenção que, antes, estava focada principalmente no seu produto. Fique atento:

1 – Esteja sempre atento ao mercado

Não abrir os olhos para o movimento da indústria é um dos principais sintomas da miopia em marketing, porque mesmo que não tenha concorrência direta ou produtos parecidos com o seu disponíveis no mercado, não quer dizer que sua marca esteja imune a uma queda drástica de presença no dia a dia do consumidor, uma vez que produtos, serviços e empresas surgem a todo o momento.

Mas atenção: as situações de crise a qual o seu negócio pode vir a enfrentar não envolvem exclusivamente o surgimento de um novo produto concorrente, mas também podem acontecer devido a uma “simples” mudança de hábitos, comportamentos e preferencias do consumidor. É aí que entra nosso próximo tópico.

2 – Meça a satisfação e opinião do seu cliente

Alguns comportamentos de consumo são pautados pela necessidade do consumidor de acordo com o período que se encontra, já outras, são impostas e adotadas pelo mero conceito de “entrar na moda”.

Independente das possíveis ondas de modificação que podem atingir a sua empresa em cheio, para medir os ânimos a respeito do seu produto, faça avaliações periódicas (porém de formas sucintas, respeitando a experiência do cliente) e procure perguntar sobre cada aspecto da experiência dele, não só com o produto final, mas com o contato com sua empresa, lembrando que o produto é apenas uma parte do todo.

Outra alternativa muito efetiva é fazer uma pesquisa de mercado, com consumidores em geral, inclusive da concorrência, estratégia que é muito usada principalmente antes de lançar um novo produto ou serviço, mas que também pode ajudar simplesmente a ficar de olho no que está acontecendo.

Com os dados em mãos, agora é hora de estuda-los e usá-los da melhor forma.

3 – Não foque apenas no seu produto

Dedicar todos os esforços para promover seu produto é uma outra característica de miopia de marketing e pode prejudicar seu negócio. Pense sempre a frente e crie novas versões do que já faz de melhor. Adapte-se constantemente ao mercado e ao consumidor-alvo, invista em subprodutos e muito mais.

Faça campanhas e venda um conceito, abrace uma causa genuína, dê voz a um novo movimento. Às vezes, muito mais do que apenas falar do seu produto, são ações como essas que fazem sua marca ser lembrada. Pense nisso 😉

4 – E, principalmente, esteja aberto a mudanças

Outro fator comum a causa da miopia em marketing, é o medo de errar. Estar aberto a mudanças talvez seja o principal desafio para começar a cura contra essa doença empresarial, e o exercício começa pela iniciativa de refletir sobre as dicas pontuadas nesse artigo. Procurar formas de enxergar além já é um grande diferencial no mercado. O segredo é não ficar estagnado, porque o mundo ao redor não para.

Veja também: Como explorar o Instagram e o stories na jornada de consumo

Quer saber mais sobre marketing e outras estratégias para se destacar no mercado? Então continue visitando o nosso blog para fique por dentro de todos os assuntos do universo do e-commerce. Ah, e segue lá o @bcreative.360 no Instagram pra ver tudo o que acontece por aqui em primeira mão!


Compartilhe!

Curtiu? Comenta aí!

Escreva aqui...